Codex

Desktop Perfeito

Esse pequeno post, irá tratar sobre as características que eu acredito serem muito importantes para se ter um desktop que tende a perfeição quanto a estética, performance e principais funcionalidades.

Nos referiremos ao Desktop Perfeito, como "DP" ao longo da lista de características.

DP não é Dupla Penet... Como já ouvi por ai.

As características principais são:

  • Estética
    • Flat design e o alguns elementos do Material design.
    • KISS, a simplicidade e simetria trazem prazer e aumentam o envolvimento.
    • Simplicidade sem obstruir a produção e o entretenimento.
    • Menos cores, melhores combinações de cores.
    • Redução de elementos, descomplicação dos elementos não funcionalidades.
  • Performance
    • Buscar automaticamente as opções que possam oferecer maior performance, deixando ainda disponível a possibilidade do usuário do DP discordar e escolher transições, cores, transição de cores, efeitos 2d e 3d.
    • Reduzido set de cores, gradientes, efeitos 2d/3d, transições e até vídeos.
      • Maior número de otimizações, transições e embelezamentos através de plug-ins ou outros apps facilmente conectáveis.
  • Funcionalidade
    • Mais funcionalidade com menos complicação.
    • Apps menores que possuem direta e real ligação com o título do app de configuração da os. Os primeiros e até enlightenment atual é assim, grandereferência. Sendo assim fica melhor de discutir, achar, fazer as mudanças nos apps.
    • A organização dos apps na árvore de início dos programas poderá ser re-arranjada de diferentes formas, repetidamente se envolve dois grande grupos/áreas de contexto de configuração.
    • Feito para acelerar produção e o entretenimento.

Além disso li a bastante tempo da intenção do X11/R6 (já está no R7 e vai pedrada) de se tornar mais aberto a web neste endereço:

http://www.opengroup.org/desktop/x/

What is Broadway?
Broadway was the internal code name for The X Window System 11 Release 6.3 (X11R6.3) development effort. The X11R6.3 project was a ground-breaking initiative for enabling the use of X to create and access interactive applications on the World Wide Web. Any application linked to the Web using X11R6.3 can be located, accessed and executed with the same tools used for accessing static HTML documents today -- web browsers.

Acredito que através do design do desktop e window managers , Essa aproximação seria mais rápida.

Principais características

  • Sem grandes detalhes ou muito uso de cores (sem distrações).
    • Uso de elementos do Flat Design e Material Design , uso de color swatches e transições pequenas em botões e outro elementos.
  • Sem muitos vídeos ou animações ou transições excessivas (sem distrações).
    • Usar mais transições mais simples de material design quando a máquina posuir recursos.
    • Fazer detecção de recursos através de capacidades da cpu, gpu, aceleração de desktop e outros.
    • Acesso e habilitação de recursos 2d/3d dependendo da capacidade da máquina.
  • O máximo da mudança estética para barra de início e outros widgets seriam cores e configuração de certas opções.
    • Mais uma vez, uso de color swatches.
    • Detecção de capacidades do desktop para a habilitar recursos visuais mais elaborados.
    • Arvores de acesso as configurações voltadas ao desejo do usuário do desktop em resolver problemas, ou o caminho mas curto entre o problema e a solução, podendo se oferecer o método tradicional.
    • Além da detecção decapacidade do computador, habilitarem certos recursos do desktop, não impedir ligar ou desligar recursos a critério do usuário do desktop.
  • Capacidade de mudança de tema mais coadjuvante com o wallpaper e não o contrário.
    • Apps separados para ambos.
  • Extrema performance, não usar o desktop para vender máquinas mais rápídas e sim extrair o máximo de performance de cada desktop sem ser algo espartano demais (xserver, window manager e aplicativo mais básicos de administração e configuação). Isso funciona também para vender máquinas melhores, pois certos recursos só irão rodar em máquinas de maior capacidade, oferecendo um estado de arte (sounds corny I know) e beleza, apenas para queles com maior potenzia.
  • O desktop deve acelerar a produção e não ficar no caminho de maior produtividade em nome da estética assim como do entretenimento, sem esquecer do chamarisco para as vendas (beleza e recursos supimpas)
  • Sem necessidade de grande número de configurações para sair produzindo desde o início.
  • Capacidade visível ao usuário e também configurável, de identificar a máquina tanto por nome e símbolo gráfico.
    • O simbolo cria a idéia/sensação de domínio sobre o desktop, afeição, aumentar a identidade visual, criar um relacionamento com o desktop através de personalização simples.
    • O simbolo que identifica a máquina pode criar maior envolvimento, estímulo, concentração, resolução, objetivo.
    • O símbolo pode ser a foto de um filho, brasão de família, time favorito, logo da empresa, bandeira de um país, foto pessoal, ou até a transição entre todas essas fotos, com uma claro para identificar a máquina na rede... Tudo ao critério do usuário do DP.
  • Aproveitar o máximo da área do desktop para produção e entretenimento, suando mais a lateral das telas, tanto para id visual, com bandeja e barra de tarefas.
  • De uma vez por todas ! Façam as barras laterais ficarem do lado que o usuário tem o mouse.
    • Escolhemos uma barra lateral, tanto na esquerda ou na direita (para liguas LTR e RTL, e para as preferências do usuário canhoto e destro), retrátil (tooltips para indicar o nome do elementos, mantendo ícones pequenos quando retraido), pois os monitores possuem mais espaço lateral.
    • Barra de início que contém a identificação (logo id visual e literal com hostname), gerenciamento (árvore de apps aparecem ao se clicar no logo, bandeja de ícones e barra de tarefas em apenas um lugar.
    • Acesso a barra de início e muitas das funcionalidades sem ter que clicar (hovering) e/ou clicando (configurável).
  • Um conceito para todos os tamanhos de dispositivos sem afetar performance, capacidade de visualização do desktop ou aumentar demais o código envolvido.
    • Um code base para cada dispositivo, porém mantendo o conceito (implementação específica do conceito).
    • Ghost widgets - São widgets que aparecem parcialmente (transparentes) e servem para informar o usuário do desktop sobre sensores, io, ram e outros, mas que se pode ver através e que diminuem sua transparência caso os dados mudem em seu interior (range de valores para diminuir a transparência configurável). Só podem ser acessados/movidos/clicados, depois de um acionamento prévio geral e não obstruem a produção dentro dos aplicativos, podem ser colocados em qualquer posição, um layer on top or bellow (configurável).
    • Usar mais texto nos Ghost Widgets, ao invés de elementos gráficos complicados e widgets difíceis de se entender e/ou configurar.
    • Texto é o widget mais fácil de se entender, vai direto ao ponto e com as fontes e cores mantemos o desktop simples, atraente/bonito, rápido de se entender e criar ações.
  • Barras de títulos laterais
    • stacking de barras de titulos além de entrada na barra de tarefas. As barras de títulos ficam visíveis, porém o programa fica recolhido lateralmente imitando o acesso as páginas de livros, outra interface muito conhecida no mundo material. As barras de títulos ficam recolhidas e empilhadas , uma do lado da outra e maximizadas ao lado da barra de início (só a barra de título maximizada). Seu acesso se dá através de hovering ou clique.Seria muito legal ver esse tipo de metáfora em feito nos desktops, já vi tanta coisa e nunca ficou muito bom. Um excelente desafio ! Pode inclusive ser feitos em 3D seguindo a alguma coisa de transparência dos ghost widgets, seria muito legal.
    • Apesar das barras laterais de título, nunca terem feito muito sucesso, acredito que pelos motivos da produtividade e facilidade de uso, imitação de interface muito popular no mundo material (livros) e o uso de stacking das barras de titulos, isso pode ser atraente para quem usa muitos programas abertos ao mesmo tempo, tanto para acelerar o acesso aos programas assim como deixar de ter que acessar a barra de início que pode fiar retraida enquanto se trabalha.
    • Apartir do acionamento da barra de título em modo stacked, ela se desenrola maximizada para preencher toda a tela, porém apartir do seu posicionamento no stack. Uma idéia possível dentre outras.
    • Quando o ponteiro volta ao stack ela automagicamente volta a posição recolhida para o rápido acesso aos outros programas em modo stack.
    • modo stacked poderia ser pinned para usar nomes já conhecidos nos browsers como firefox. O modo stacked seria "uma maneira de pinnar" as janelas sem acessar a barra de ferramentas.

Mock

Em breve uma demonstração visual do conceito que vale por muitas palavras.

Fiz um draft bem feio em meia hora ou menos, icones com resolução péssima, um efeito tosco no menu. Usei o simbola da cavalera sem permissão, (gulp!) mas é por uma boa causa ! Caso me pçam para trocar, é sem problema nenhum. Ficou faltando como se comportariam as janelas em modo stacked, fica pra um próximo draft. Queria ter usado ícones e fontes melhores mas foi o que deu pra fazer e deixar pronto em questão de minutos.

Segue o link pro imgur:

http://imgur.com/a/TW9rg

Enjoy with a pinch of salt and a twist of lemon.

Fui!